Insira o seu e-mail e receba todas as actualizações do FORCADO AMADOR

ARAME FARPADO N.º 2 - O CABO DO GFAPR APRESENTA: "138 - Cento e trinta e oito"

138 - Cento e trinta e oito

Parece mentira, mas é verdade.

Outro dia pus-me a contar quantas pessoas se encontravam na trincheira de uma conhecida praça nacional, durante a realização de uma corrida, e cheguei a esse bonito número.

Ora então vamos lá a contas. E se não é dado à matemática, paciência…

Se eram dois grupos de forcados e cada um pegaria três reses, seriam dezoito elementos de cada grupo: Logo 18+18 =36;  Depois, para além dos três cavaleiros presentes na corrida, juntamos por cada um quatro elementos devidamente identificados: 3+3x4 = 15 ; Ainda lá estavam um médico, oito bombeiros, três polícias, um avisador e dois representantes da ganadaria: 1+1+8+3+2=15; Mais dois campinos, três emboladores, sete elementos do pessoal ao serviço da praça e cinco  amiguinhos do promotor da corrida: 2+3+7+5=17; Finalmente, muito bem contadinhos, contámos sete representantes da imprensa com a máquina e  cigarro na mão…

Pois somando tudo dá: 36+15+15+17 =83!

E agora, o melhor de tudo: 138-83=55!

Se não nos enganamos nas contas, e de acordo com o textinho do Diário da República, 1.ª série — N.º 111 — 11 de junho de 2014, estavam naquela praça, naquele dia, 55 pessoas a mais entre barreiras! Escrevemos por extenso, para que não restem dúvidas: Cinquenta e cinco! Coisinha pouca…
A nós só nos espanta que não haja ninguém que veja isso. Eles até tiram retratos e tudo, que depois são publicados nas galerias de famosos dos sites tauromáquicos: Os sobrinhos dos cavaleiros, os filhos dos cavaleiros, os outros cavaleiros, os cavaleiros amigos dos outros cavaleiros que procuram ali alguma visibilidade, os filhos dos ganaderos, a figura A, a figura B, o diretor daquela empresa que patrocinou, a filha do diretor, a amiga da filha do diretor, o filho do veterinário, o antigo bandarilheiro, a prima do presidente da câmara, o presidente da câmara, a artista de televisão, o treinador de futebol, o dentista…
Enfim… e por aí continua! Eles nem precisam de senhas coladas no bolso da camisa! Senhas para quê? Eles não gostam de senhas… é que as senhas tapam o símbolo da marca da camisa, e eles não deram quase duzentos euros por uma camisa da Ralph Lauren, para depois taparem o símbolo com uma senha ordinária…
E de quem é a culpa deste regabofe? Do diretor de corrida? Do governo que legislou o regulamento? Da falta de inspetores nas praças?
Não! A culpa é desses 55 Chico-Espertos que se julgam importantes o suficiente para estar ali quando eles bem sabem que não deviam estar, armados aos cucos, bonitinhos e penteados, prontinhos para o flash do Emílio…
Repetimos outra vez para que vos fique na memória: Cento e trinta e oito!
E é isto...
O Cabo do GFAPR


1 comentários:

José Dotti at: 26 de setembro de 2014 às 12:39 disse...

Bem observado e muito bem escrito, acrescentaria apenas um outro dado, essas muitas pessoas apregoam á boca cheia que fazem muito pela festa dos touros. Comecem a comprar bilhete e a irem para as bancadas que assim ajudam todos os empresários. 55 bilhetes X 20€ = 1.100€.

Enviar um comentário

ATENÇÃO: NÃO SE ACEITAM COMENTÁRIOS ANÓNIMOS

ATENÇÃO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução dos conteúdos sem autorização. Se desejar alguma fotografia ou informação contacte: geral.forcadoamador@gmail.com.

FORCADO AMADOR © 2014 All rights reserved.

NOTICIAS

Clique na imagem e aceda aos últimos vídeos!

Visite a Loja On- Line

Visite a Loja On- Line
________________________________________________________________________________________________________